Links de Acesso

Malanje: Prossegue desminagem de zona turística de Calundula

  • Isaías Soares

Quedas de Calundula

Quedas de Calundula

Desactivadas mais de duas dezenas de minas anti-tanque e anti-pessoal.

Cerca de dois milhões de metros quadrados do Pólo Turístico de Calandula estão livres de minas. A operação esteve a cargo da unidade especial da brigada de desminagem da Casa de Segurança do Presidente da República de Angola.

O trabalho iniciado em Fevereiro de 2013, na área da pousada e Fevereiro de 2014, no miradouro, permitiu certificar 674.580 metros quadrados, estando ainda por certificar 1.028.300.

Nas referidas superfícies do Pólo Turístico de Calandula, 90 quilómetros a norte da cidade de Malanje, foram recolhidas mais de duas dezenas de minas, das quais três anti-tanque, 70 engenhos explosivos não detonados, munições e metais diversos.

O comandante da unidade militar especial capitão, Agostinho Daniel “Doy-me”, divulgou os números durante a visita do coordenador provincial da Acção de Minas do governo local, Manuel Campo.

A área total da pousada é de 20 milhões de metros quadrados, enquanto a superfície total do Miradouro compreende 18.982.720 metros quadrados.

No entanto, Campo disse que trabalho de desminagem está atrasado, daí a sua intenção de “interagir com os órgãos centrais para o aumento de efectivo e meios para que possamos ter este território turístico livre de minas".

Campo acredita que com isso será possível alavancar o desenvolvimento económico, "tendo em conta que o turismo é uma fonte inesgotável”.

O Pólo Turístico de Calandula foi criado ao abrigo do Decreto Presidencial nº 54/11, de 24 de Março.

XS
SM
MD
LG