Links de Acesso

Negociações sobre pacote eleitoral podem fracassar - UNITA

  • António Capalandanda

A ponderar o futuro. Secretário geral da Unita Kamalata Numa ao lado de Vitorino Nhany

A ponderar o futuro. Secretário geral da Unita Kamalata Numa ao lado de Vitorino Nhany

Secretário Geral da UNITA diz que se partido pode convocar manifestações permanentes se não houver acordo

O Secretário Geral da UNITA, Abílio Kamalata Numa, avisou que as negociações para um pacote legislativo eleitoral podem fracassar".

Numa que falava á imprensa á margem da conferência provincial ao XI Congresso da sua organização política em Benguela, referiu que essa situação poderá levar o seu partido a realizar manifestações nacionais e de cariz permanente atá que, nas suas palavras, a constituição não seja violada.

O deputado Numa afirmou que o processo negocial perdeu a sua qualidade, alegando que o partido no poder rejeita a verificação biométrica do voto e insiste nunca Comissão Nacional Eleitoral cuja sua composição cria desequilíbrio de força.

“ O MPLA quer usar a maioria na estrutura dessa composição," disse Numna.

" Se não existir mestria que permita encontrar uma composição equilibrada estará a violar o artigo 107” disse o general Numa.

No inicio do mês passado (Novembro), aquela formação politica convocou manifestações em todo país para exigir uma CNE independente e protestar contra o diz serem violações da constituição.

Os protestos foram adiados para uma data por se definir, depois de o MPLA ter aceitado retomar as negociações com os grupos parlamentares para se encontrar consenso em relação ao Pacote Legislativo Eleitoral.

Por outro lado o secretário provincial da UNITA em Benguela, Vitorino Nhany, que falava durante a abertura da Conferencia Provincial ao XI Congresso, voltou a denunciar o que diz ser a recolha compulsiva de cartões de eleitores, a existência de brigadas de registo eleitoral clandestinas e o registo de cidadãos estrangeiro na província.

"Uma coisa é certa: a UNITA nunca vai permitir que se retire uma vírgula do artigo 107 da constituição da república," disse Nhany.

A conferência provincial juntou cerca 145 representantes, tendo sido eleitos 54 delegados ao Congresso em que será escolhido o futuro presidente da maior força na oposição angolana.

Vitorino Nhany, suspende as suas funções a partir da próxima terça feira, para trabalhar na campanha de Isaías Ngola Samakuva que concorre para sua própria sua própria sucessão.





XS
SM
MD
LG