Links de Acesso

Idosos regressam a Cabo Verde depois de décadas em São Tomé

  • Eugénio Teixeira

Cabo-verdianos que residem há mais de meio século em São Tome visitam Cabo Verde.

Cabo-verdianos que residem há mais de meio século em São Tome visitam Cabo Verde.

O ministério das Comunidades de Cabo Verde está a proporcionar a oportunidade a cerca de vinte idosos cabo-verdianos residentes em São Tomé e Princípe de visitarem a sua terra natal.

No âmbito do “Programa Matar Saudades”, o ministério das Comunidades de Cabo Verde está a proporcionar a oportunidade a cerca de vinte idosos cabo-verdianos residentes em São Tomé e Princípe de visitarem a sua terra natal que muitos não pisavam há mais de 50 anos.

Do programa iniciado na passada quinta feira, e que se prolonga até 11 do corrente, os 20 contemplados originários das ilhas de Santiago, S.Vicente, Santo Antão, Fogo e Brava, cumprirão um extenso programa de visita que contempla deslocações às ilhas de origem e encontros com autoridades nacionais e locais.

No grupo, Domingos Reis Borges já viveu momentos de enorme alegria, porquanto conseguiu reencontrar sua mãe Domingas Borges, residente no Paiol ,subúrbio da cidade da Praia. Os dois não se viam há cerca de 39 anos.

A maioria desses vinte cabo-verdianos pretende regressar a São tomé no dia 11 do corrente, mas alguns já manifestaram interesse em permanecer em Cabo Verde.

Sobre essa possibilidade, a ministra das Comunidades, Fernanda Fernandes, diz que este programa é apenas para a visita temporária. A governante entende que a questão do regresso definitivo deve ser abordada de forma diferente, até por que muitos cidadãos do arquipélago residentes em S.Tomé e Principe, já não têm familiares próximos em Cabo Verde.

Ouça a reportagem do Eugénio Teixeira.



XS
SM
MD
LG