Links de Acesso

USAID quer aumentar ajuda a Moçambique


Director da USAID, Rajiv Shah

Director da USAID, Rajiv Shah

A Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) anunciou que governo norte-americano quer aumentar a ajuda financeira a Moçambique, um apoio que deverá destinar-se à agricultura, segurança alimentar e construção de infra-estruturas.

A Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) anunciou que governo norte-americano quer aumentar a ajuda financeira a Moçambique, um apoio que deverá destinar-se à agricultura, segurança alimentar e construção de infra-estruturas.

As intenções do governo americano foram anunciadas na terça-feira pelo administrador da USAID, Rajiv Shah, após uma audiência com o Presidente da República de Moçambique, Armando Guebuza, que se encontra em Nova Iorque para participar na Assembleia-Geral da ONU.

"Actualmente, os EUA investem cerca de 400 milhões de dólares, por ano, para ajudar o povo de Moçambique", disse Shah.

"Estamos a discutir a expansão da nossa assistência, aumentando os montantes concedidos, se conseguirmos obter os resultados que se esperam com a nossa ajuda", anunciou.

Shah afirmou aos jornalistas que a conversa que manteve com o Presidente moçambicano foi uma continuação da última reunião que ambos tiveram, durante o Fórum Económico Mundial sobre África, que teve lugar na Cidade do Cabo, África do Sul.

"Nessa altura, o Presidente Guebuza deu indicações de que queria trabalhar estreitamente com a USAID e com os EUA nas áreas de segurança alimentar e combate à fome, bem como estudar em conjunto o estabelecimento de uma parceria com o programa 'Alimentar o Futuro' do Presidente Obama", disse Shah.

De acordo com o administrador da USAID, o apoio dos EUA será direccionado para a agricultura, segurança alimentar e construção de infra-estruturas que permitam a Moçambique melhorar a sua economia agrícola e desempenho económico global.

XS
SM
MD
LG