Links de Acesso

Cabo Verde nega contrabando de armas para Laurent Gbagbo

  • Eugénio Teixeira

Laurent Gbagbo

Laurent Gbagbo

Aviões russos teriam pasado por Cabo Verde a caminho da Costa do Marfim

As Nações Unidas estão a investigar um possível tráfico de armas do Zimbabwe para a Costa do Marfim, destinadas a Laurent Gbagbo, numa clara violação às sanções impostas pela ONU.


Segundo a agencia Reuters, entre as matérias que estão a ser investigadas, há referência à "entrega de uma carga suspeita vinda de Angola" que envolveu dois caças soviéticos Sukhoi-27 e um bombardeiro, também soviético, MIG-25 que teriam sido detectados no aeroporto de São Pedro, em São Vicente, Cabo Verde. Cabo Verde reagiu a estas acusações negando enfaticamente que tal tenha acontecido.


Em declarações à imprensa o presidente da empresa de aeroportos e segurança aérea, Mário Paixão, disse que as notícias veiculadas são “falsas, sensacionalistas e especulativas”. Segundo o responsável máximo da ASA, nenhuma autorização foi emitida pelas autoridades do arquipélago, portanto tais informações são totalmente infundadas.


Também o ministro dos negócios estrangeiros, José Brito, desmentiu a informação de que teriam passado por Cabo Verde três aviões de guerra russos carregados de armas traficadas para a Costa do Marfim.


José Brito, afirmou que Cabo Verde respeita o embargo das Nações Unidas, por isso não podia aceitar que qualquer avião com armamento escalasse aeroportos do arquipélago.



XS
SM
MD
LG