Links de Acesso

Tripulantes resgatados do pesqueiro moçambicano estão em Bombaim

  • William Mapote

Petroleiro italiano apresado por piratas somalis

Petroleiro italiano apresado por piratas somalis

A Marinha Indiana depois de apresar o “Vega 5” resgatou 12 compatriotas e 1 indonésio encontrando-se na situação de desaparecidos 7 moçambicanos e 2 indonésios que também iam a bordo.

A embarcação de pesca denominada “Vega 5”, licenciada para a pesca experimental de peixes demersais, na costa moçambicana, foi sequestrada pelos piratas somalis em 27 de Dezembro de 2010. A embarcação que é propriedade da empresa Efripel, Lda., mas a ser operada pela Pescamar Lda., levava a bordo 24 tripulantes dos quais 19 moçambicanos, 3 indonésios e 2 espanhóis.

Depois de vários meses sem informação oficial sobre o paradeiro da embarcação e respectivos tripulantes, o Governo tomou conhecimento através da Embaixada de Moçambique em Mumbai que o “Vega 5” foi na noite do dia 12 de Março de 2011capturado pela Marinha de Guerra Indiana depois de um confronto armado no Mar Arábico, cerca de 600 milhas náuticas ao oeste da costa indiana

Segundo a Marinha de Guerra Indiana o “Vega 5”, que era utilizado como barco-mãe para desenvolver acções de pirataria, foi interceptado quando os piratas tencionavam sequestrar o cargueiro de contentores denominado “MV Vancouver Bridge”.

De acordo com a Embaixada de Moçambique, na sequência do confronto entre a marinha indiana e os piratas uma parte da embarcação “Vega 5” entrou em chamas obrigando a que parte da tripulação se lançasse ao mar. A Marinha Indiana depois de apresar o “Vega 5” resgatou 12 moçambicanos e 1 indonésio, encontrando-se na situação de desaparecidos 7 moçambicanos e 2 indonésios que também iam a bordo. É de referir que os 2 espanhóis que faziam parte da tripulação original do “Vega 5” não se encontravam a bordo uma vez que permaneceram na Somália.

Os tripulantes resgatados pela Marinha de Guerra Indiana já se encontram em Mumbai sob assistência de uma equipe da Embaixada de Moçambique na Índia e gozam de boa saúde havendo no entanto 3 compatriotas que requerem alguns cuidados médicos por terem contraído ferimentos ligeiros.

A Embaixada de Moçambique em Mumbai está a prestar a assistência necessária aos tripulantes em coordenação com a Pescanova e Pescamar e estão a ser envidadas diligências para o repatriamento dos nacionais logo que possível. Para apoiar estas diligências uma delegação da Pescamar vai chegar hoje a Mumbai e irá juntar-se a equipe da Embaixada de Moçambique já posicionada em Mumbai.

XS
SM
MD
LG