Links de Acesso

Tomada de posse de JES: "Não iria aceitar o convite mesmo que chegasse a tempo", diz líder do PRS

  • Manuel José

Eduardo Kuangana, líder do PRS

Eduardo Kuangana, líder do PRS

Um dos factos relevantes da cerimónia foi a ausência dos 3 principais partidos políticos da oposição.

Um dos factos relevantes da cerimónia de investidura do presidente angolano Jose Eduardo dos Santos e do seu vice Manuel Vicente foi a ausência dos 3 principais partidos políticos da oposição concorrentes ao pleito de 31 de Agosto: UNITA, CASA-CE e PRS.

A esse respeito entrevistamos o líder do PRS, Eduardo Kuangana.

O Partido de Renovação Social através do seu presidente disse à VOA que o convite para a cerimónia de tomada de posse do dia 26 de Setembro só chegou a meia-noite do referido dia: “ Recebi o convite quase a meia-noite, às 23 e pouco”.



Para Eduardo Kuangana isso demonstra quão desorganizado é o executivo angolano: ” É só para ver a organização e desorganização deste governo, como é que o convite de um acto previamente conhecido chega a esta hora”.

O presidente do PRS salientou contudo que mesmo acontecendo o contrário, era capaz de não ter aceitado o convite: “Mesmo que chegasse cedo provavelmente o PRS não faria parte daquela cerimónia, em virtude de tudo quando vínhamos dizendo ao longo do processo eleitoral”.

Para o líder renovador social o executivo do MPLA: “ está acostumado a lidar apenas com quem lhe é fiel, o que não 'e o caso do PRS”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG