Links de Acesso

Febre amarela causa primeiras mortes em Malanje

  • Isaías Soares

Director provincial de Saude Pedro José António

Director provincial de Saude Pedro José António

"Situação está controlada", garante director provincial de saúde

Pelo menos duas pessoas morreram até ao momento em Malanje vítimas de febre amarela desde que a patologia assola várias províncias angolanas, confirmou o director provincial da Saúde, Pedro José António.

José António confirmou quatro casos certificados de pacientes oriundos da capital angolana, mas há suspeitas de outros na capital provincial e em Cacuso, a 72 quilómetros da cidade de Malanje

O responsável admitiu que o vírus da febre amarela já se implantou no município de Cacuso, onde esteve uma equipa de peritos da Organização Mundial da Saúde que trabalhou com as autoridades sanitárias da província de Malanje.

Essa equipa esteve “a trabalhar na investigação complementar e tudo indica que o caso de Cacuso é local, enquanto os dois óbitos que fiz referência são casos importados“, referiu, confirmando a realização de uma vacinação nos dois municípios no mês de Dezembro passado.

José António garantiu que a situação está controlada e que os especialistas em saúde das unidades públicas estão a ser formados para a identificação de possíveis casos suspeitos.

A vacinação de rotina contra febre amarela contínua e em Março último a região beneficiou de 18 mil doses distribuídas pelos 14 municípios da província de Malanje, com especial enfoque em crianças dos seis meses a um ano de idade.

XS
SM
MD
LG