Links de Acesso

Vladimir Putin adverte Estados Unidos


Líder russo disse que não permitirá mísseis americanos na Europa

O Presidente russo, Vladimir Putin, afirmou nesta quarta-feira, 20, que Moscovo atacará os Estados Unidos com novas armas de longo alcance se Washingtoncolocar mísseis de alcance médio na Europa.

No discurso sobre o estado da nação no Parlamento, Putin advertiu que “a Rússia será obrigada a fabricar tipos de armamento que podem ser utilizados não só contra os territórios de onde provenha a ameaça directa, mas também contra os territórios onde se encontram os centros de tomada de decisões para o uso dos sistemas de mísseis".

O líder russo ressaltou que as medidas serão tanto "simétricas como assimétricas", já que "alguns dos mísseis" que Washington poderia usar no continente europeu "têm um tempo de voo de 10 a 12 minutos até Moscovo".

Putin refutou as afirmações dos Estados Unidos de que a decisão de Washington de retirar-se do Tratado de Armas e Médio Alcance foi motivada por violações da Rússia e afirmou, citamos, os Estados Unidos violaram de forma grosseira o tratado ao instalar lançadores de misseis na Roménia”, concluiu Vladimir Putin.

"Esta é uma ameaça muito grande para nós. Isto agravaria radicalmente a situação no âmbito da segurança internacional", denunciou Putin ressaltando que Moscovo "não tem intenção, e isto é muito importante, de ser o primeiro a desdobrar tais mísseis na Europa".

O Presidente também garantiu que o Kremlin continua disposto a negociar com o Washington em matéria de desarmamento estratégico, mas disse que "não está disposto a bater numa porta que está fechada".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG