Links de Acesso

Violência contra menores atinge números preocupantes em Malanje

  • Isaías Soares

Crianças jogam à bola, Malanje

Os casos de violência contra menores crescem assustadoramente na província angolana de Malanje, e as culpas recaem a s famílias aos diferentes níveis referiram as responsáveis do Departamento Provincial do Instituto Nacional da Criança (INAC) e da Direcção Família e Promoção da Mulher.

Nas ruas e mercados da cidade de Malanje há crianças menores de cinco anos de idade, admitiu a chefe do Departamento Provincial do Instituto Nacional da Criança (INAC), Fátima Paulo, preocupada com a desatenção por parte da família.

“Então, é a família ali no meio”, alertou.

Fátima Paulo garantiu que tais comportamentos nefastos não são generalizados e são independentes dos índices de pobreza, mas constituem uma violação aos direitos da criança consagrados na constituição angolana.

A directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Ânsia Salatiel, considerou que muitas famílias abdicam-se das suas responsabilidades.

“Infelizmente hoje nos esquecemos, estamos a ver hoje muitas crianças, principalmente na rua e sabemos onde estão localizados os seus pais, quer dizer, esqueceram-se que foram eles que colocaram essas crianças no mundo”, precisou.

Dados do Serviço Provincial de Investigação Criminal, segundo Ânsia Salatiel, confirmam o registo em 2016 de 12 casos de violação física e sexual de menores em que na maioria teve participação de membros das famílias dentro ou fora de casa.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG