Links de Acesso

Vento vai levar electricidade a Malanje


Energia eólica arranca em 2020

Cento e 80 milhões de dólares americanos serão investidos na província angolana de Malanje para a construção a partir de Janeiro de 2020 do primeiro projecto de aproveitamento de energia eólica, a cargo da companhia espanhola V & V Rending SA.

O primeiro projecto de energia eólica em Angola entrará em funcionamento no município de Kiwaba-Nzoji, em Malanje, depois de 16 ou 18 meses depois do início das obras.

O memorando de entendimento para a empreitada foi assinado já entre a construtora pelo presidente do Conselho de Administração, Pedro Luiz Villar. e pelo Governo de Malanje, através do vice-governador para o sector político, social e económico, Domingos Manuel Eduardo.

Kiwaba-Nzjoi, com altitude na ordem de 80 metros e ventos com velocidade de até seis metros por Segundo. é o local com condições para a montagem da central para produzir 104 MW/h de energia eléctrica, garantiu Pedro Luiz Villar.

"Vamos implementar 52 ventoinhas por ser o previsto no último estudo que fizemos no ano passado, mas hoje vendo as condições que melhoraram muito e é possível que alargamos um pouco mais”, disse.

Pedro Luís Vilar
Pedro Luís Vilar

“O mínimo que está garantido a Malanje e ao Governo de Angola são 104 MW/h", acrescentou

Duas subestações e 100 quilómetros de rede de alta tensão constam entre outras infra-estruturas que garantem 300 empregos durante a sua construção.

A administradora municipal de Kwaba-Nzoji, Joana de Matos, disse que o empreendimento vai levar maior desenvolvimento à região nos próximos anos.

Angola, adminsitradora Kiwaba-Nzoji peovincia de Malanje Joana de Matos
Angola, adminsitradora Kiwaba-Nzoji peovincia de Malanje Joana de Matos

"Para nós é muito bem-vindo por que também vai atrair novos investidores e estes investidores com várias acções dos projectos a nível do município vão garantir também novos empregos", concluiu..

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG