Links de Acesso

Vendedores ambulantes confrontam governador de Luanda

  • Coque Mukuta

"Zungueiras" em Luanda

Adriano Mendes de Carvalho quer acabar com a venda ambulante

É impossível acabar com os vendedores de rua em Luanda devido à realidade económica e educacional de Angola, disse José Cassoma, presidente da Associação de Vendedores Ambulante de Luanda (AVAL).

Cassoma reagia a declarações do novo governador da província de Luanda, Adriano Mendes de Carvalho, que ordenou recentemente ser urgente o fim da venda ambulante nas ruas da capital, tendo classificado como inadmissível a situação que se vem registando nos últimos dias, "sob o olhar impávido dos administradores".

"Não é possível acabar com a venda ambulante e defendo que haja maior dialogo com os vendedores”, advertiu Cassoma para quem é preciso também melhorar o nível de educação da população.

Por seu turno, vendedores de rua mostraram-se indignados pelas declarações do novo governador.

A vendedora Madalena mostrou-se indignada pelo facto de que durante as eleições “nos deixaram vender agora os fiscais estão atrás de nós e isso não é justo”.

“O governador, se quiser acabar com a venda ambulante, tem de arranjar empregos porque nós somos jovens e o nosso negócio não anda nas praças" , acrescentou.

Outros vendedores contactados pela VOA disseram não ser sua “escolha” vender nas ruas, mas que face à situação económica e a responsabilidade que têm outra opçao.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG