Links de Acesso

Uruguaios votam: entre renovar a esquerda ou dar uma oportunidade à direita


David Martinez (esq) e Luis Lacalle Pou (dir) são os candidatos

Eleitores uruguaios escolhem neste domingo, 24, em segunda volta, um novo Presidente, que pode ser o candidato da esquerda, no poder, Daniel Martínez, ou liberal-conservador Luis Lacalle Pou.

O Tribunal Eleitoral acredita que poderá anunciar os resultados por volta da meia noite local, quando devem estar contabilizados 90 por cento dos votos.

Apesar de o candidato da aliança da esquerda, Frente Ampla, que governa o país há 15 anos, Daniel Martinez, ter conseguido 40 por cento dos votos na primeira volta, sondagens indicam que o candidato da direita, Luis Lacalle Pou, que teve cerca de 29 por cento dos votos, pode ser o vencedor.

Martínez não fez alianças para a eleição de hoje, enquanto Lacalle Pou formou a chamada "coligação multicor", com o Partido Colorado, o Cabildo Aberto, o Partido do Povo [Partido de la Gente] e o Partido Independente.

Juntos formam uma maioria parlamentar.

A campanha eleitoral esteve centrada na questão da segurança pública.

Em 2018, a taxa de homicídios no Uruguai chegou a 11,8 a cada 100 mil habitantes, a primeira vez que o índice chegou a dois dígitos na história do país.

Também está em jogo a economia do Uruguai, cujo crescimento do Produto Interno Bruto está em desaceleração desde 2013.

Sondagens indicam que apenas 22% dos uruguaios consideram que a situação económica do país esteja boa.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG