Links de Acesso

UNITA responsabiliza Serviços Prisionais por acidente de viação com presos na Huíla

  • Teodoro Albano

Prisões superlotadas obrigam a transferência de presos em Angola

Ministério do Interior recusa responsabilidade no acidente que provocou 24 feridos.

A UNITA na província angolana da Huíla promete processar judicialmente os Serviços Prisionais alegadamente por negligência no acidente de viação que envolveu reclusos transferidos no sábado, 21, do Lubango para as cadeias do Peu-Peu, na vizinha província do Cunene.

Para o principal partido da oposição, o acidente que fez 18 feridos ligeiros e seis outros com gravidade e que se encontram no Hospital Central do Lubango, ocorreu devido ao facto dos reclusos terem sido transportados num meio inapropriado.

O responsável da UNITA na Huíla, Alcibíades Kopumi, relatou que tudo aconteceu no mesmo dia em que militantes do partido que viajavam do interior para o Lubango para participar de um acto de massas, foram impedidos pela polícia de viajar em camiões abertos, os mesmos usados para transportar os presos pelos Serviços Prisionais.

Para o Ministério do Interior (MININT), órgão que tutela os Serviços Prisionais, nenhuma norma de transporte de reclusos foi violada e as alegações evocadas pela UNITA não têm fundamentos.

O porta-voz do MININT, Manuel Halaiwa, disse que os reclusos foram transportados num veículo de tropas dentro das condições possíveis face ao actual contexto do país.

A VOA sabe que a transferência de perto de cinquenta reclusos se efectivou fugas apesar do acidente de viação.

XS
SM
MD
LG