Links de Acesso

UNITA pede ao PR que declare estado de emergência internacional para o sul de Angola


Seca e fome ameaçam 3.2 milhões de pessoas

O grupo parlamentar da UNITA solicitou ao Presidente da República, João Lourenço, que decrete o estado de emergência internacional para a região sul de Angola, devido à situação de seca e fome que afecta a região, com 3.2 mulhões de pessoas.

UNITA pede estado de emergência no sul do país - 2:04
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:04 0:00


O pedido foi feito nesta quinta-feira, 5, pela deputada Albertina Ngolo no lançamento das sétimas jornadas parlamentares da UNITA que arracam no dia 9 e que se realizam nas províncias da Huila e no Cunene.

A seca e a fome no região e as eleiçoes autárquicas são os temas das jornadas.

O presidente do grupo parlamentar do principal partido da oposição, Adalberto da Costa Junior, reforçou a necessidade do Executivo encarar “com mais sensibilidade esta questão do sul do país”.

Dívidas da Assembleia Nacional

Costa Júnior denunciou também que o seu grupo não recebe a subvenção mensal da Assembleia Nacional desde Fevereiro, o que está a limitar a ação política dos deputados, o que tem implicações.

"A verdade é que, enquanto deputados, sentimos profundas restrições à nossa capacidade de realizar fiscalização ao governo", disse Adalberto da Costa Júnior, lembrando que, em 2018, a dívida chegou a oito meses.

"Não será que o que estão a impedir é mesmo a fiscalização da governação", questionou, Adalberto da Costa Júnior, para quem "será um acaso? serão prioridades? Não me parece normal".

Aquele dirigente considerou esse facto um “mau indicador” e lembrou que tal nunca aconteceu durante a Presidência de José Eduardo dos Santos.

Fórum Facebook

Poderá gostar também

XS
SM
MD
LG