Links de Acesso

UNITA diz que dará prioridade à saúde e educação

  • Manuel José

Raúl Danda

Raúl Danda diz que Galo Negro gastará 30% do orçamento na saúde e educação e defende salário minímo de 83.000 Kwanzas

A UNITA disse que caso vença as eleições um total de 30% do seu orçamento governamental será dedicado à saúde e educação.

A afirmação foi feita pelo vice-presidente da UNITA, Raúl Danda, num pequeno almoço com jornalistas e analistas em que as prioridades eleitorais do partido foram detalhadas.

Para a UNITA è necessário que se expurgue dos orçamentos os valores que se gasta em corrupção, em militares fantasmas, polícias fantasmas e na sobrefaturação que ocorre no país.

Para a UNITA a educação e a saúde seriam os sectores chaves na hora de se fazer o OGE com 15% deste orçamento atribuídos à educação e outros 15% ao sector da saúde.

Danda disse que num governo da ONU a educação será gratuita e obrigatória a nível primário e secundário.

"O ensino de base o primário e o secundário seriam totalmente gratuitos e obrigatórios para todos já que não basta só obrigar o cidadão a ir a tropa”, disse.

“É preciso obrigar também o cidadão para coisas boas como a educação, para lhe conferir ferramentas que lhe permitam conseguir caminhar sózinho mas bem na construção do seu próprio futuro", acrescentou.

Danda defendeu a proposta da UNITA para um salário mínimo nacional de 83.000 Kwanzas, que em seu entender podem conferir maior dignidade ao angolano, mas que muitos consideram de inviável.
Danda disse que isso é possível.

“Serà que Angola não pode tirar da sua produção anual de petróleo dez dias para conferir aos angolanos dignidade?” interrogou.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG