Links de Acesso

Varios militantes da UNITA terão sido feridos e presos

Indivíduos presumivelmente afectos ao MPLA são acusados de terem atacado com armas de fogo a delegação partidária da UNITA no interior da província do Bié, chefiada pelo deputado Manuel Saviehemba.

A denúncia foi feita à VOA pelo porta-voz do partido do galo negro, no Bié, Canjomba Leite, segundo o qual tudo começou quando houve uma tentativa de recolha de cartões de eleitores.

Militantes da UNITA teriam recusado e foram agredidos.

“Feriram os nossos militantes”, disse o porta-voz

“O agressor é o MPLA mas o agredido fica na cadeira e o agressor sai impune”, acrescentou Leite, afirmando que quatro militantes da UNITA continuam presos.

Ouça a denúncia da UNITA:

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG