Links de Acesso

UNITA e CASA-CE alegam violações eleitorais em 10 províncias

  • Redacção VOA

CNE suspende sessão plenária para analisar queixas da oposição

Os dois principais partidos da oposição angolana, UNITA e CASA-CE alegaram nesta sexta-feira, 1, que as atcas de apuramento dos resultados eleitorais não seguiram os trâmites legais em 10 das 18 províncias do país.

A acusação levou à suspensão de uma sessão plenária da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) que deverá no entanto ainda hoje decidir sobre as alegações.

A porta-voz da CNE, Júlia Ferreira, confirmou que a UNITA alegou que nas províncias de Benguela, Lunda Norte, Cunene, Namibe, Moxico e Luanda, as actas de apuramento provincial não tinham seguido a tramitação legal e a CASA-CE, por seu vez, afirmou que o mesmo aconteceu nas províncias do Cuando Cubango, Huambo, Moxico e Malange.

Igrejas Cristãs apelam

Isto ao mesmo tempo que o Conselho das Igrejas Cristãs de Angola (CICA) apelava à CNE para usar do bom senso na resolução dos problemas surgidos na contagem de votos.

Numa mensagem pastoral emitida hoje, o CICA disse ser necessário um diálogo permanente entre a CNE e os partidos políticos para se evitar “a incubação de insatisfações susceptíveis de promover atmosferas desagradáveis à sã convivência entre os angolanos", devendo a CNE resolver os diferendos de um modo “atento e sábio"

A organização apelou aos partidos políticos para usarem as instituições legais para dissipar quaisquer dúvidas quanto aos resultados eleitorais e após isso devem ser os resultados “aceites com serenidade e responsabilidade”.

O CICA apelou também à tolerância entre os angolanos “independentemente das convicções político partidárias de cada um".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG