Links de Acesso

UNITA apresenta queixa-crime contra João Lourenço na PGR

  • Manuel José

João Lourenço

Candidato do MPLA é acusado de distribuir bens materiais como carros, motorizadas, televisores, entre outros.

A UNITA apresentou nesta segunda-feira, 14, uma queixa-crime na Procuradoria Geral da Republica contra o candidato do MPLA à Presidência da República, Joao Lourenço, por violação da lei, em virtude de, durante a sua campanha, oferecer aos eleitores bens materiais como carros, motorizadas, televisores, entre outros.

O maior partido na oposição acusa algumas instituições estatais como, a Casa Militar da Presidência da República e a própria CNE, de favorecer o candidato do partido no poder.

O líder da bancada parlamentar da UNITA, Adalberto da Costa Junior, defende que todos os seis candidatos à Presidência da Republica devem ser tratados de forma igual e de acordo com a lei.

Júnior considera que a CNE, como árbitro, tem estado vezes sem conta a favorecer o candidato do MPLA e isso deve merecer sanção por parte das autoridades.

"Os senhores da CNE têm que sentir que estão a cumprir um mandato delegado, de servir os angolanos todos e não a Casa Militar da Presidência da República e nem o Bureau Político de um partido politico, que é isso que estamos a ver. Temos as Forças Armadas a nível das suas chefias envolvidas na campanha de Joao Lourenço, os camiões das FAA tem viajado o país todo para a ir buscar pessoas que são forcadas a ir aos comícios do candidato do MPLA", denuncia Costa Júnior.

A confirmação da queixa-crime contra João Lourenço foi feita pelo vice-presidente do partido, Raúl Danda.


Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG