Links de Acesso

União Europeia dá à Theresa May “prazo absoluto” de 10 dias para acordo do Brexit


Donald Tusk e Theresa May

Sem um acordo no próximo mês, o tempo será apertado para concordar com os preparativos antes do Reino Unido deixar a UE em março de 2019

A União Europeia (EU) deu à primeira-ministra britânica, Theresa May, um “prazo absoluto” de 10 dias para melhorar a sua oferta de divórcio com a União Europeia, o chamado Brexit, caso contrário enfrentará um fracasso na tentativa de convencer líderes da UE a iniciar conversas comerciais com o Reino Unido num encontro em dezembro.

A Reuters escreve que sem um acordo no próximo mês, o tempo será apertado para concordar com os preparativos antes do Reino Unido deixar a UE em março de 2019, acrescentando pressão a empresas para evitar possíveis perdas e transferências de investimentos.

“Nós precisamos ver progressos do Reino Unido dentro de 10 dias em todas as questões, incluindo sobre a Irlanda”, escreveu o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, após se encontrar, ontem, com May, em Bruxelas, por uma hora, depois de uma reunião da UE.

Um acordo sobre a fronteira da Irlanda do Norte se tornou subitamente mais complicado nesta sexta-feira, numa altura em que o governo da Irlanda corre o risco de cair.

Tusk disse ainda ser possível que os outros 27 líderes da UE concluam, num encontro, entre 14 e 15 de dezembro, que o Reino Unido teve “progresso suficiente” em relação ao cumprimento de condições essenciais para que aprovem a abertura de conversas comerciais no próximo ano.

Mas, acrescentou o ex-primeiro ministro polaco que preside os encontros do bloco, isto é “ainda um grande desafio”.

Autoridades da UE esperam que a decisão aconteça quando May retornar na segunda-feira, 4 de dezembro, para se encontrar com o chefe do Executivo da UE, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o negociador-chefe britânico do Brexit, Michel Barnier.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG