Links de Acesso

Uíge: UNITA proíbida de visitar hospital onde está ativista vítima de atentado


Secretário provincial da UNITA Félix Simão Lucas

O grupo parlamentar da UNITA na província do Uíge foi impedido hoje (quarta-feira ) de visitar o hospital da cidade onde se encontra o activista Jorge Kisseque.

Uíge: UNITA proibida de visitar hospital - 1:41
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:41 0:00


O deputado e secretário provincial da UNITA Félix Simão Lucas disse que a delegação da UNITA tencionava visitar o hospital para se inteirar das condições no mesmo e tencionava também analisar a questão do combate à pandemia do coronavírus.

De particular preocupação a queixa dos cidadãos sobre a retirada de recursos do hospital para se combater a epidemia, disse.

“Infelizmente nós fomos surpreendidos durante a visita (quando nos disseram) que havia ordens superiores - que acho ser do governo provincial- que o grupo parlamentar da UNITA não pode visitar o hospital nem tão pouco as outras instituições”,informou o deputado que condenou a mesma atitude.

Simão Lucas disse estar a par do atentado contra Jorge Kisseque afirmando “esperar que este cidadão saia do hospital são e sem qualquer problema”.

“Vamos fazer o acompanhamento devido sobre o caso e depois vamos então pronunciar-nos”, acrescentou

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG