Links de Acesso

Tunísia prende 600 pessoas, coloca tropas nas ruas


Protestos na Tunísia

Mais de 600 pessoas foram presas e tropas enviadas para as ruas após uma terceira noite consecutiva de distúrbios em várias cidades tunisianas, disseram autoridades na segunda-feira.

A agitação surgiu depois que a Tunísia impôs um bloqueio nacional para conter um aumento nas infecções por coronavírus na quinta-feira - o mesmo dia em que marcou o 10º aniversário da queda do ditador Zine El Abidine Ben Ali do poder.

O porta-voz do Ministério do Interior, Khaled Hayouni, disse que um total de 632 pessoas foram presas, sobretudo jovens. Não ficou claro se houve feridos entre os jovens e Hayouni não disse quais as acusações que os presos enfrentaram.

O porta-voz do Ministério da Defesa, Mohamed Zikri, disse que o exército têm postos de reforços em várias áreas do país.

Os confrontos ocorreram em várias cidades da Tunísia, principalmente em bairros da classe trabalhadora, e os motivos exatos para os distúrbios não são conhecidos imediatamente. Mas aconteceu quando muitos tunisianos estão cada vez mais irritados com serviços públicos deficientes e uma classe política que repetidamente provou ser incapaz de governar de forma coerente uma década depois da revolução de 2011.

(AFP)

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG