Links de Acesso

Trump pisa solo norte-coreano e anuncia retomada de negociações


Presidente Donald Trump e o líder norte-coreano Kim Jong Un

Donald Trump tornou-se no primeiro presidente dos Estados Unidos a visitar a Coreia do Norte, ao atravessar, neste domingo, 30, a fronteira durante uma reunião na zona desmilitarizada com o líder norte-coreano, Kim Jong Un.

Depois de apertar a mão de Kim na aldeia fronteiriça de Panmunjom, Trump atravessou a linha de demarcação militar que separa os dois países.

Kim e Trump cruzaram a fronteira de volta à Coreia do Sul. "É bom vê-lo de novo", Kim disse a Trump. "Eu nunca esperei vê-lo neste lugar."

"Atravessar esta linha foi uma grande honra", disse Trump, que convidou Kim para os Estados Unidos para outra reunião.

Trump disse no sábado que a reunião duraria apenas dois minutos. No entanto, a conversa privada de Trump e Kim durou cerca de 50 minutos, transformando-se numa cimeira improvisada.

Após a reunião, Trump anunciou que havia acordado com Kim formar equipas de trabalho para reiniciar as negociações nucleares.

"Eles se reunirão nas próximas semanas e começarão um processo e veremos o que acontece", disse Trump. "A velocidade não é o objetivo...queremos um acordo realmente e bom".

Mais tarde, no Twitter, Trump se referiu ao seu encontro com Kim como "maravilhoso" e disse ter estado no "solo da Coreia do Norte" foi uma "grande honra".

Este foi o terceiro encontro entre Kim e Trump, depois de reuniões em Singapura, em junho passado; e no Vietnam, em fevereiro.

Embora o encontro na zona desmilitarizada desperte esperanças de retomar as negociações nucleares, não está claro quanto progresso foi feito.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG