Links de Acesso

Trump condena "racismo, fanatismo e supremacia branca"


Presidente aponta o dedo à internet e a doenças mentais

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira, 5, que os americanos devem “condenar o racismo, o fanatismo e a supremacia branca”, e responsabilizou a internet pelo aumento do ódio.

“Essas ideologias maléficas devem ser derrotadas”, afirmou Trump numa mensagem à nação nesta segunda-feira, 5, a seguir a um fim de semana em que, num espaço de 13 horas, dois tiroteios deixaram 29 mortos e dezenas de feridos.

“O ódio não tem lugar na América”, continuou Trump, para quem “a nação tem que condenar o racismo, a xenofobia e a supremacia branca”.

O Presidente, que até agora tinha evitado qualquer crítica à supremacia branca, defendeu que “estas ideologias sinistras devem ser derrotadas".

Donald Trump voltou a retirar qualquer responsabilidade à venda de armas e decidiu apontar as baterias para a internet, "uma avenida perigosa para radicalizar mentes perturbadas e levar a cabo atos dementes”.

"Em segundo lugar, temos que parar de glorificar a violência na nossa sociedade. Isto inclui os horrendos jogos de vídeo que são agora comuns. É demasiado fácil, hoje em dia, que jovens problemáticos se rodeiem de uma cultura que celebra a violência", disse Trump que defende a reforma das leis de saúde para “melhor identificar indivíduos com problemas mentais, que podem cometer atos de violência", indicou.

Quanto às leis de acesso às armas, o Presidente abordou a necessidade de alguma reforma sem apontar qualquer proposta ou solução.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG