Links de Acesso

Trump adverte Pyongyang para que não o subestime, mas oferece caminho à desnuclearização


Donald Trump discurso no Parlamente sul-coreano

Presidente americano afirma estar mais disposto que seus antecessores a responder a qualquer provocação da Coreia do Norte

O Presidente americano advertiu o líder da Coreia do Norte que qualquer acção provocadora de Pyongyang será um “erro de cálculo fatal” e pediu para que não subestime a sua Administração.

As afirmações de Donald Trump foram feitas durante um discurso nesta quarta-feira, 8, (horário local) na Assembleia Nacional da Coreia do Sul, em que garantiu estar mais disposto do que os seus antecessores a usar a força militar contra a Coreia do Norte se continuar a ameaçar os Estados Unidos e seus aliados.

"Esta é uma administração muito diferente das que os Estados Unidos tiveram no passado, não subestimem nem nos tentem”, disse Trump, quem alertou Kim Jong Un para as contínuas provocações nucleares que poderão resultar na destruição do seu regime.

"As armas que estão a adquirir não fazem de vocês mais seguros, colocam o vosso regime em grave perigo", disse Trump no que ele chamou de uma mensagem "directa" para Kim.

"A Coreia do Norte não é o paraíso que o seu avô imaginou. É um inferno que ninguém merece", acusou o Presidente americano que pediu uma "desnuclearização completa e verificável" da península coreana.

"Todas as nações responsáveis devem unir forças para isolar o regime brutal da Coreia do Norte para negar qualquer forma de apoio ", pediu Donald Trump.

Entretanto, ao contrário do que tem dito, o Presidente pediu a Kim Jong Un que aceite o caminho do diálogo e desmilitarização.

No seu discurso, o Presidente americano mostrou o contraste existente entre as duas Coreias, destacando o enorme desenvolvimento do Sul, que é um dos países mais desenvolvidos do mundo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG