Links de Acesso

Trump acusa Rússia de ter comportamento desestabilizador

  • Redacção VOA

Putin e Trump encontram-se em Hamburgo

Kremlin reage à declaração de Trump na véspera do encontro com Putin

Na véspera de um encontro com o Presidente russo, Donald Trump afirmou nesta quinta-feira, 6, que trabalha com aliados para se opor "às acções da Rússia e o seu comportamento desestabilizador".

O Presidente americano também admitiu que a Rússia pode ter interferido na eleição de 2016, mas afirmou que outros países também poderiam estar envolvidos.

"Eu penso que poderia muito bem ter sido a Rússia. Acho que poderiam ter sido outros países. Não serei específico. Mas eu acho que muitas pessoas interferiram", afirmou Trump num discurso hoje em Varsóvia, na Polónia.

"Nós não concordamos com esta abordagem", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, em resposta ao posicionamento de Trump.

Peskov disse que o Kremlin também lamentou a falta de entendimento entre a Rússia e os Estados Unidos quanto às expectativas para as suas futuras relações.

"É exactamente por isso que esperamos o primeiro encontro dos dois presidentes", disse Peskov.

A reunião entre Donald Trump e Vladimir Putin acontece na sexta-feira, em Hamburgo, à margem da cimeira do G-20.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG