Links de Acesso

Tribunal Supremo autoriza entrada em vigor de decreto presidencial sobre migração


Cidadãos de países muçulmanos são os mais afectados

A medida de Donald Trump continua com vários processos nos tribunais inferiores

O Tribunal Supremo dos Estados Unidos autorizou na segunda-feira, 4, o Presidente Donald Trump, a entrada plenamente em vigor o deu decreto que proíbe a entrada de pessoas de seis países de maioria muçulmana, enquanto outros processos sobre o mesmo tema correm nos tribunais inferiores.

A partir de agora, cidadãos do Irão, Líbia, Síria, Iémen, Somália e Chade sem parentes nos Estados Unidos ou outras conexões já estabelecidas com o país estão impedidos de entrar.

O decreto presidencial de Trump também inclui cidadãos da Coreia do Norte e alguns funcionários do Governo da Venezuela, que já estavam em vigor.

Com dois votos contrários e sete a favor, o Tribunal Supremo aceitou a defesa do Presidente para suspender ordens impostas por dois tribunais inferiores que haviam bloqueado parcialmente o decreto presidencial, a terceira versão da política migratória de Trump.

O decreto presidencial foi questionado em ações separadas pelo Estado do Havaí e pela American Civil Liberties Union, alegando que a medida era discriminatória contra muçulmanos euma violação à Constituição americana.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG