Links de Acesso

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condena Rússia e Turquia


Alexei Navalny, opositor russo

Em causa tratamento desumano a opositores russos e prisão preventiva de jornalistas turcos

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) condenou nesta terça-feira, 10, o Governo da Rússia pelo "tratamento degradante" infligido a Alexei Navalny.

Navalny e outro opositor do regime, Vadim Gunko, apelaram ao tribunal após terem sido maltratados durante uma detenção que se seguiu a uma manifestação em Moscovo, em 6 de maio de 2012.

O protesto visava denunciar alegadas fraudes cometidas durante a eleição presidencial de março de 2012 na Rússia.

Os juízes decidiram que a Rússia violou as disposições da Convenção Europeia dos Direitos Humanos que proíbem tratamento desumano ou degradante e defendem o direito à liberdade e segurança, a um julgamento justo e à liberdade de reunião.

O mesmo Tribunal também condenou a Turquia por ter colocado em prisão preventiva em 2016 jornalistas da publicação da oposição Cumhuriyet por alegada "propaganda" a favor de organizações "terroristas".

A Turquia terá de pagar 16 mil euros por danos morais a cada um dos jornalistas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG