Links de Acesso

Tribunal decide a 26 sobre extradição de Manuel Chang


Moçambique pediu ontem extradição do antigo ministro

O Tribunal de Kempton Park, na África do Sul, marcou para o dia 26 a audição sobre a extradição para os Estados Unidos do antigo ministro moçambicano das Finanças e actual deputado da Frelimo Manuel Chang, a pedido da procuradoria de Nova Iorque.

A data foi anunciada nesta terça-feira, 5, pela juíza Sagra Subrayon, que confirmou ter o Ministério Público recebido apenas o pedido dos Estados Unidos.

A Procuradoria reiterou não ter em posse nenhum pedido da sua congénere moçambicana.

Audição de Manuel Chang adiada - Procuradora diz não ter recebido documentos de Moçambique
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:51 0:00

Entretanto, o adido de defesa da embaixada de Moçambique em Pretória, Zacarias Cossa, revelou nesta terça-feira, 5, a jornalistas à saída do tribunal, que Maputo enviou na segunda-feira, 4, por via diplomática o pedido de extradição do deputado Manuel Chang.

"Esperamos que, em tempo útil, o pedido dê entrada junto do tribunal para que oportunamente também seja apreciado, à semelhança do que vai acontecer com o pedido dos Estados Unidos", sublinhou o diplomata que tem acompanhado o julgamento do antigo ministro.

Chang, no entanto, regressa ao tribunal no próximo dia 15 para ouvir, caso não haja qualquer outro adiamento processual, a decisão sobre o pedido de liberdade condicional, enquanto aguarda a decisão final.

A procuradoria continua a opor-se a esse pedido por considerar que Manuel Chang pode querer fugir do país.

O antigo ministro e actual deputado foi preso a 29 de Dezembro a pedido da justiça americana que o acusa de envolvimento um esquema de fraude e corrupção com recurso à banca dos Estados Unidos, no caso conhecido como "dívidas ocultas".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG