Links de Acesso

Juiza federal suspende parciamente decreto de Donald Trump que proibia transgéneros no exército

  • Redacção VOA

Transgéneros podem ser recrutados mas não terão paga a cirurgia para mudança de sexo

O tribunal federal do distro de Columbia, na capital americana, determinou nesta segunda-feira, 30, a suspensão do decreto presidencial que veta a entrada de transgéneros no exército.

A juíza Colleen Kollar-Kotelly não vetou toda a directiva do Governo sobre o tema, mas atacou especialmente os itens que falam da entrada e da retenção de soldados transgéneros nas tropas americanas.

Em Julho, Trump anunciou no Twitter que transgéneros não poderão mais servir em nenhuma força de segurança.

Segundo o "Washington Post", a decisão de Kollar-Kotelly manteve, no entanto, que esses militares não terão direito a cirurgia de readequação, conhecida popularmente como "cirurgia de mudança de sexo".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG