Links de Acesso

Tracy Chapman ganha processo contra Nicki Minaj


Arquivo: Tracy Chapman, Julho 2006

A cantora e compositora Tracy Chapman ganhou o caso contra a estrela do hip-hop Nicki Minaj por causa das alegações de Chapman de que Minaj usou a sua música sem permissão.

Segundo a NPR (rádio pública americana), de acordo com os documentos apresentados no Tribunal Distrital Central da Califórnia na quinta-feira, Chapman aceitou a oferta de Minaj e vai receber 450 mil dólares de Minaj. Como resultado, as duas evitaram ir a julgamento.

Chapman entrou com o processo originalmente em Outubro de 2018, dizendo que a música "Sorry" de Minaj, uma colaboração com Nas, usava tanto a letra quanto a melodia vocal de uma das músicas de Chapman, "Baby Can I Hold You", que foi lançada em 1988.

De acordo com o processo de Chapman, a equipa de Minaj enviou um pedido formal em Julho de 2018 para usar a música de Chapman, observando que Minaj pretendia "interpolar" o trabalho de Chapman (ou seja, regravar a melodia e a letra da música, em vez de usar uma amostra da gravação existente de Chapman).

Os representantes editoriais de Chapman recusaram o pedido dias depois. Segundo o processo, Chapman acredita que Minaj já havia gravado "Sorry" antes do pedido de autorização ser feito.

Nicki Minaj, 2019
Nicki Minaj, 2019

Chapman disse no seu pedido original que os representantes de Minaj pareciam já estar cientes de que Chapman provavelmente não aceitaria o acordo antes mesmo de enviarem o pedido formal.

Semanas antes, no final de Junho, uma empresa de liberação de música chamada DMG enviou aos representantes de Chapman uma nota exploratória, supostamente dizendo que um "artista da lista A (bastante conhecido)" queria usar "Baby Can I Hold You" e perguntando se Chapman permanecia numa lista não oficial de "não usar amostras ou masterizar".

Num tweet já excluído, publicado no final de Julho de 2018, Minaj escreveu que "não tinha ideia" de que sua música usava o trabalho d"a lenda" Chapman, perguntando aos seus fãs: "Eu mantenho a minha data de [lançamento] e perco a gravação? Ou eu perco a gravação e mantenho minha data? Ugh! Estou dividida, vocês ajudem. " Separadamente, ela também twitou para Chapman, pedindo autorização.

No final, "Sorry" não foi incluído no álbum de Minaj, Queen, que foi lançado menos de um mês após o seu pedido formal para usar o material de Chapman - e a música de Minaj vazou de qualquer maneira, na rádio HOT 97 em Nova York via DJ Funkmaster Flex e online.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG