Links de Acesso

Trabalhadores do Caminho-de-Ferro de Luanda condenados por desacato à autoridade


Pena de seis meses de prisão foi convertida em multa

O Tribunal Provincial de Luanda condenou na terça-feira, 14, a seis meses de prisão, convertidos em multa, os 10 trabalhadores grevistas do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL), por crimes de desacato à autoridade.

A multa foi definida em 25 mil kwanzas (cerca de 72 dólares), mas não foi provado o crime de injúria de que tinha sido acusados.

Os trabalhadores foram detidos na segunda-feira, alegadamente por tentarem impedir a circulação de comboios.

Eles encontram-se em greve desde o dia 18 de Abril para exigir um aumento salarial de 80 por cento, e mais 18 reivindicações.

O Sindicato dos Ferroviários de Angola vai decidir nos próximos dias a contituidade ou não da greve.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG