Links de Acesso

Terramoto mortal reanima as relações entre a Grécia e a Turquia


Procura de sobreviventes num prédio desabado, após um forte terramoto atingir  o Mar Egeu, na sexta-feira

Equipas de resgate em ambos os lados do Mar Egeu vasculharam no sábado prédios esmagados e escombros de betão, retirando pelo menos 27 mortos e centenas de feridos vítimas de um forte terramoto, que derrubou prédios na cidade turca de Izmir e gerou ondas em pelo menos duas ilhas gregas .

O forte tremor, de sexta-feira, 30, originou-se de uma falha geológica de 250 quilômetros na costa de Samos, fluindo pelo Mar Egeu, que divide os dois adversários.

A seguir ao forte tremor de 7.0 na escala de Richter, pelo menos 60 tremores separados sacudiram as ilhas gregas de Samos e Ikaria, disseram especialistas em Atenas, no sábado.

Solidariedade

Poucas horas depois de a Grécia e a Turquia serem atingidas pelo terramoto mortal, o primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis fez um raro telefonema para o presidente turco Recep Tayyip Erdogan para oferecer as suas condolências.

“Quaisquer que sejam as nossas diferenças, estes são momentos em que as pessoas precisam de estar juntas”, escreveu Mitsotakis no Twitter.

E seu gesto foi correspondido.

O homem forte da Turquia respondeu com um tweet afirmando "que dois vizinhos mostrem solidariedade e apoio em tempos difíceis é mais valioso do que muitas coisas na vida."

As relações entre a Grécia e a Turquia, ambos membros da NATO, são marcadas por tantos conflitos e desconfiança. Recentemente foram envolvidos num impasse de energia no Mediterrâneo oriental, levando-os à beira da guerra durante o verão.

A União Europeia e os Estados Unidos vêm trabalhando há meses na esperança de ter os dois lados a debater as suas diferenças, mas sem sucesso.

Ainda não está claro se o terramoto mortal pode ajudar a criar laços.

Atenas e Ancara restabeleceram recentemente uma linha direta militar, mas as negociações diplomáticas planeadas inicialmente para o início de outubro foram canceladas.

Busca de sobreviventes do terramoto na Grécia
Busca de sobreviventes do terramoto na Grécia

Ao contrário de uma série de terramotos devastadores que atingiram os dois países em 1999, ambos os lados se conformaram com declarações diplomáticas. A Grécia não ofereceu equipas de resgate e suprimentos para ajudar Izmir.

A França ofereceu assistência aos dois países, estendendo "total solidariedade à Grécia e à Turquia".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG