Links de Acesso

Terminou eleição intercalar em Nampula sem incidentes de maior


Eleição intercalar em Nampula

Eleitores regressaram à casa sem encontrar os seus nomes nas mesas de voto

A segunda volta da eleição intercalar para presidente do Conselho Municipal de Nampula, na província moçambicana de Nampula, encerou às 18 horas, momento em que se deu início à contagem dos votos.

A eleição foi marcada nas primeiras horas por uma boa presença de eleitores, mas no período da tarde notou-se uma redução do número de votantes.

O processo foi marcado pela detenção de um membro da Renamo quando fazia campanha numa mesa de voto em Nampipine, informou a plataforma de observação Sala da Paz num comunicado em que destaca também que uma senhora que foi encontrada com uma lista manuscrita de 24 eleitores que, segundo informações, seria entregue aos membros de uma das assembleias do posto administrativo de Namicopo.

Apesar dos órgãos eleitorais terem montado equipa de técnicos para auxiliar na localização de nomes, há quem voltou à casa sem encontrar o seu nome.

Neste capítulo, o Centro de Integridade Pública (CIP), organização da sociedade civil, indicou que vários eleitores foram impedidos de votar porque os seus nomes não constam dos cadernos eleitorais.

Aquela organização considerou em comunicado que houve uma fraca afluência às urnas.

De referir que até ao momento o ambiente ao nível da cidade continua calmo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG