Links de Acesso

Técnicos de laboratório detidos por falsificar testes da Covid-19 em São Tomé e Príncipe


Hospital de Campanha da Covid-19, São Tomé e Príncipe

Dois técnicos do laboratório de análises do Hospital Ayres de Menezes, em São Tomé e Príncipe, foram detidos pela Polícia Judiciária por envolvimento numa rede de falsificação de testes da Covid-19.

Os profissionais emitiam testes falsos, negativos, mediante solicitações de passageiros que pretendiam viajar para Portugal.

Depois da detenção no sábado, de três passageiros que pretendiam viajar para Portugal, com falsos testes negativos à Covid-19, o inspetor da Polícia Judiciária (PJ), Avelino Quaresma, informou que a corporação identificou mais dois cidadãos envolvidos nesta rede de falsificação de testes.

De acordo com a polícia os testes falsos formam emitidos por dois técnicos do laboratório de análises clínicas do hospital Ayres de Menezes, o único centro hospitalar do país.

Confrontada com o resultado da investigação da PJ, Yardelene Sequeira, directora do Laboratório Nacional responsável pela realização de testes da Covid-19, rejeitou qualquer responsabilidade na produção de testes por outros laboratórios.

“O único laboratório que está creditado para processar e emitir testes da Covid-19 em São Tomé, tanto para viajantes como para pacientes é o laboratório de referência da tuberculose. Não é da nossa responsabilidade o que está a acontecer. Esses testes não saíram do nosso laboratório”, disse Yardelene Sequeira.

COVID-19/ Angola: Voos com origem no Brasil, Portugal e SAF suspensos temporariamente
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:31 0:00

Os dois técnicos foram ouvidos na quarta-feira em tribunal e constituídos arguidos num processo que envolve outros três cidadãos acusados de crime de falsificação de documentos.

Entretanto por decisão do tribunal de instrução criminal, todos aguardam pelo julgamento em liberdade, sob termo de identidade e de residência.

Perante os casos de falsificação de testes nutras paragens, as autoridades policiais de São Tomé e Príncipe e outros serviços de fiscalização estão a reforçar medidas com vista a evitar que passageiros oriundos sobretudo da Europa, entrem no país, com testes falsos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG