Links de Acesso

STP: Manifestantes exigem ao presidente a conclusão do processo eleitoral


Manifestantes exigindo a conclusão do processo eleitoral

Mais de três centenas de “motoqueiros”, tentaram entrar este sábado, 31, na residência oficial do Presidente São-tomense, Evaristo Carvalho, no Morro da Trindade, para exigir a conclusão do processo eleitoral.

Os manifestantes conduzindo motorizadas exigem a demissão do Presidente do Tribunal Constitucional (TC), Pascoal Daio e solução imediata do impasse na instituição que publica os resultados definitivos das eleições.

Eles acusam Daio de tentativa de falsificação dos resultados eleitorais, à mando de Delfim Neves, actual Presidente da Assembleia Nacional, o candidato presidencial que ficou em terceiro lugar na primeira volta das eleições, de 18 de julho.

“Delfim Neves não é dono de São Tomé e Príncipe. Ele perdeu as eleições e só tem que aceitar a vontade do povo”, afirmou um dos manifestantes.

“Outro disse que “se os juízes estão a ser pagos para tomar o país à força, o povo não vai aceitar. Vamos criar bastante tumulto na praça e em todos os distritos até haver segunda volta”.

Agentes da Unidade de Proteção dos Dirigentes do Estado foram obrigados a intervir para conter os ânimos.

“Os militares não podem manipular armas no meio do povo para proteger dirigentes. Eles estão a esquecer que é o povo que os coloca no poder. É melhor o senhor Presidente sair e vir falar connosco, porque se não amanhã vai ser pior”, disse outra manifestante.

Este protesto popular aconteceu na sequência de mais um impasse na resolução da crise instalada no TC, após a divulgação dos resultados provisórios das presidenciais, que colocam o candidato apoiado pela ADI na oposição em primeiro lugar com mais de 39 por cento dos votos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG