Links de Acesso

Socialistas ganham eleições na Espanha mas sem maioria absoluta


Pedro Sánchez terá de tentar montar um Governo de coligação mais uma vez

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOL) ganhou as eleições legislativas na Espanha neste domingo, 10, mas sem maioria absoluta.

Com a contagem quase concluída, o partido liderado por Pedro Sánchez conseguiu 120 cadeiras das 350 do Parlamento, uma a mais do que o conquistado nas eleições de 28 de Abril, quando também não teve maioria.

O conservador Partido Popular (PP) também ganhou espaço, passando de 66 assentos para 87, enquanto o Cidadãos, partido de centro-direita liberal, foi pulverizado, caindo de 57 deputados para somente 10

O Vox, da extrema direita, teve o maior crescimento, capitalizado pela crise da Catalunha, somando 52 assentos, mais do que o dobro em comparação aos 24 conquistados em Abril.

A esquerda radical do Podemos ficou com 35 deputados, enquanto o partido nascido da sua cisão, Mais País. entra na Câmara com três cadeiras.

Sem maioria absoluta

Em qualquer caso não há maioria absoluta nem para o bloco da direita (PP, Vox e Cidadãos) nem para a esquerda (PSOE, Podemos e Mais País), que globalmente superam os conservadores.

O panorama ameaça o prolongamento do bloqueio que está instalado na política espanhol desde 2015, quando o surgimento do Podemos e do Cidadãos pôs fim ao tradicional bipartidarismo PSOE/PP.

Desde então houve quatro eleições legislativas, Governos que não chegaram ao fim da legislatura e três eleições antecipadas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG