Links de Acesso

Sinprof diz que negociações com Governo angolano vão a bom ritmo


Guilherme Silva confiante

Greve de professores do Ensino Geral pode ser suspensa amanhã se Executivo assumir um compromisso com o sindicato

A greve dos professores angolanos vai no seu quarto dia e, segundo o Sindicato Nacional dos Professores (Sinprof), mais de 90 por cento das escolas do país estão paralisadas.

O sindicato, no entanto, fala em negociações mas sublinha que a paralisação só será suspensa se o Executivo assinar um memorando de preocupações com um cronograma para o cumprimento das exigências do caderno reivindicativo.

Greve dos professores pode acabar Sexta-feira - 2:09
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:09 0:00

A greve com o fim marcado para dia 27 deste mês pode ser suspensa esta sexta-feira, 13, caso o Governo assumir o compromisso de responder às exigências dos docentes.

Em declarações à VOA, o presidente do Sinprof revela que as negociações correm a bom ritmo, mas reitera que “o fim da greve depende mais do Executivo, ou seja do Ministério da Educação e do Ministério do Trabalho”.

Entretanto, Guilherme Silva acusa os dirigentes da província do Kwanza Norte e Benguela de estarem a ameaçar os professores.

“Em Benguela, o director da Educação está a ameaçar descontar os salários os professores grevistas e a forçar os professores a trabalharem. Não podemos esquecer que a província do Kwanza Norte que é o epicentro das ameaças”, sublinhou.

O Sinprof também acusou o ministério da Educação de instrumentalizar o que chama de “sindicatos amarelos” de tentar boicotar a greve em algumas províncias do país.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG