Links de Acesso

SINPES condena postura de professores universitários do Uíge

  • Manuel José

Universidade Mandume Ya Ndemufayo

Docentes receberam João Lourenço com vestimentas para rituais académicos

O Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Angola (SINPES) e alguns académicos criticaram o facto dos seus colegas no Uíge terem recebido o candidato do MPLA à Presidência da Repúbica trajados de "beca", vestimenta própria para rituais académicos.

O secretário geral do SINPES, Peres Alberto, considerou a atitude dos professores do Uíge, ainda que obrigados, de extremamente grave.

"Protestamos veementemente e in loco pelo facto dos professores do Uíge usarem trajes universitários em actividade de um partido político", disse o sindicalista.

O professor universitário Rafael Aguiar, ligado à CASA-CE, considerou por seu turno que a universidade foi banalizada e insultada.

"Violaram-se valores e princípios, houve uma interferência de um partido nos rituais da academia, foi um insulto, uma banalização da universidade”, disse.

Mihaela Weeba também professora universitária e parlamentar da UNITA, considerou a postura de vergonhosa.

“A beca universitária usa-se exclusivamente em rituais da academia e nunca em actividades de partidos políticos, mas aqui em Angola mistura-se tudo, uma pouca-vergonha", acusou.

A VOA não conseguiu a reacção de nenhum dos professores ligados ao MPLA, nem do Ministério do Ensino Superior, que nesta altura encontra-se em rondas negociais com o SINPES sobre as reivindicações dos professores

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG