Links de Acesso

Sindicato dos Professores em Kwanza Sul acusa ministro de fugir ao contacto

  • Fernando Caetano

Sumbe, Kwanza Sul

Apesar de Mpinda Simão prometer enviar uma comissão para discutir com os professores, o Sindicato continua à espera.

O Sindicato dos Professores na província angolana de Kwanza Sul acusa o ministro da Educação de fugir ao contacto dos professores

A 22 de Novembro, o ministro Mpinda Simão disse que os problemas que enfermam o sector na província estavam identificados e pelo facto, em poucos dias, prometeu enviar uma sindicância para o efeito.

Mais de 40 dias depois,a comissão nunca chegou ao Kwanza-Sul, o que levou o secretário do Sindicato dos Professores Calembe Lutukuta a apontar para um conluio entre o Ministério da Educação e o Governo do Kwanza-Sul para não resolver os problemas.

“Não sei se o termo pode ser pesado mas julgo que é mesmo fugir, fugir ao contacto com o professor que está lá na escola", acusou o sindicalista, lembrando que a manifestação do dia 22 de Novembro teve a ver com a falta de contacto directo das entidades que gerem o sector ao nível do Ministério quando se deslocam à província.

Calembe Lutukuta lembrou, por exemplo, que "o ministro do Interior foi até à parada manter contacto com o polícia e nós não vemos isso, por quê o senhor ministro da Educação quando vem à província e foge

A VOA tentou o contacto com o director provincial da educação do Kwanza-Sul Francisco de Figueiredo Júnior, mas sem sucesso.

XS
SM
MD
LG