Links de Acesso

Sindicato dos Professores em Kwanza Sul acusa ministro de fugir ao contacto


Sumbe, Kwanza Sul

Apesar de Mpinda Simão prometer enviar uma comissão para discutir com os professores, o Sindicato continua à espera.

O Sindicato dos Professores na província angolana de Kwanza Sul acusa o ministro da Educação de fugir ao contacto dos professores

A 22 de Novembro, o ministro Mpinda Simão disse que os problemas que enfermam o sector na província estavam identificados e pelo facto, em poucos dias, prometeu enviar uma sindicância para o efeito.

Mais de 40 dias depois,a comissão nunca chegou ao Kwanza-Sul, o que levou o secretário do Sindicato dos Professores Calembe Lutukuta a apontar para um conluio entre o Ministério da Educação e o Governo do Kwanza-Sul para não resolver os problemas.

“Não sei se o termo pode ser pesado mas julgo que é mesmo fugir, fugir ao contacto com o professor que está lá na escola", acusou o sindicalista, lembrando que a manifestação do dia 22 de Novembro teve a ver com a falta de contacto directo das entidades que gerem o sector ao nível do Ministério quando se deslocam à província.

Calembe Lutukuta lembrou, por exemplo, que "o ministro do Interior foi até à parada manter contacto com o polícia e nós não vemos isso, por quê o senhor ministro da Educação quando vem à província e foge

A VOA tentou o contacto com o director provincial da educação do Kwanza-Sul Francisco de Figueiredo Júnior, mas sem sucesso.

XS
SM
MD
LG