Links de Acesso

Seguidores de Kalupeteca denunciam perseguições em Angola


José Julino Kalupeteca

Filho de Kalutepeca diz que mais de 30 pessoas foram desalojadas das suas casas na província do Huambo.

Fiéis da seita A Luz do Mundo, cujo líder José Julino Kalupteca foi condenado a 28 anos de prisão, continuam a ser perseguidos.

Julino Katupe, filho de Kalupeteca, disse à VOA que no fim-de-semana mais de 30 elementos, sem contar as crianças, foram retirados das suas casas e deixados ao relento na comuna de Katabola, município de Longonjo, na província angolana do Huambo.

Seguidores de Kalupeteca denunciam perseguições em Angola 1:39
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:39 0:00
Faça o Download

''O administrador José Barboso, Fernando Emande e o soba Damião José mandaram retirar as pessoas de quatro casas e no sábado mais 10 casas foram evacuadas, a esta hora as pessoas estão nas matas, com as suas crianças”, denunciou Katupe, acrescentando que o administrador Barboso proferiu mais ameaças.

“Não queremos aqui kalupetistas, disse, esta situação nos perturba muito aqui no Huambo a perseguição aos fiéis da seita A Luz do Mundo não pára, não sabemos se é ordem do Governo do Huambo, se é iniciativa dos responsáveis das comunas", concluiu Julino Katupe.

O líder da seita A Luz do Mundo José Julino Kalupeteka foi julgado e condenado a 28 anos de prisão efectiva pelas mortes ocorridas no ano passado no monte Sumi, no Huambo, onde, segundo dados oficiais, nove polícias e 13 civis perderam a vida.

A VOA tentou, mas sem sucesso, ouvir alguém do Governo provincial do Huambo.

XS
SM
MD
LG