Links de Acesso

São Tomé e Príncipe: Motoqueiros não têm segurança social

  • Óscar Medeiros

Motoqueiros, São Tomé

Depois do comércio, moto-taxi é o segundo maior sector informal da economia e do emprego em São Tomé e Príncipe.

A Associação dos Motoqueiros de São Tomé e Príncipe está a promover uma campanha de sensibilização junto dos seus associados sobre a importância da contribuição para a segurança social.

Muitos motoqueiros dizem que desconhecem a lei de contribuição para a segurança social.

Depois do comercio, moto-taxi é o segundo maior sector informal da economia e do emprego em São Tomé e Príncipe.

A iniciativa vai percorrer os principais distritos do país, Água-grade, Mé-zichi e Lobata.

Os organizadores da iniciativa contam com o apoio de técnicos do Instituto Nacional da Segurança Social, que estão no terreno a passar informação sobre os benefícios da contribuição para a segurança social e os regimes de contribuição que podem ser adoptados pela classe dos motoqueiros.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG