Links de Acesso

"Sanções da CEDEAO estão a funcionar", diz jurista guineense


Palácio Presidencial em Bissau

Fode Mané considera que elas servem de exemplo

A CEDEAO aplicou na semana passada sanções a 19 personalidades políticas da Guiné-Bissau por considerar que obstruíram a aplicação do Acordo de Conacri, apontado como documento para a solução da crise política que reina no país desde 2015.

Entre os visados estão o secretário-geral do PRS, partido que integrou governos anteriores, e elementos do chamado grupo dos 15, integrado por deputados expulsos do PAIGC, além de um filho do Presidente da República.

O jurista guineense Fode Mané considera que as sanções começam a fazer efeito porque “os implicados influenciam as suas organizações”, enquanto outros dirigentes procuram evitar ser apanhados por futuras medidas.

A recusa dos partidos em integrar o Governo de Artur Silva é, para Mané, uma consequência das sanções, com as formações políticas a exigirem um Executivo no quadro do Acordo de Conacri.

Ouças as declarações de Fode Mané à VOA:

"Sanções da CEDEAO estão a funcionar", diz jurista guineense - 1:40
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:39 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG