Links de Acesso

São Tomé e Príncipe reduz paludismo, mas prevalecem desafios


Campanha de pulverização

O Ministro são-tomense da Saúde, Edgar Neves, garante que os casos de paludismo reduziram nas últimas três semanas no país.

São Tomé e Príncipe reduz paludismo, mas prevalecem desafios
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:43 0:00

Sem avançar números, Edgar Neves diz que esta redução é resultado das ações de uma “frente comum” de combate ao mosquito transmissor da doença, depois do aumento de casos em janeiro deste ano.

O governante sublinhou que é preciso aumentar a taxa de cobertura de pulverização das casas, contra o mosquito vetor, para mais de 80 por cento.

Desafios prevalecem

Após o registo de mais de 180 casos de paludismo em janeiro, as autoridades sanitárias de São Tomé e Príncipe anunciaram uma intensa campanha de saneamento do meio e a importância da pulverização das casas contra o mosquito causador da doença.

Há também um esforço de colocação de redes mosquiteiras impregnadas.

Não obstante a diminuição do número de casos nas últimas três semanas, Neves considera que a situação ainda é preocupante, mas ainda assim tranquilizou a população.

Segundo o Ministro da Saúde desde 2014 que o paludismo vem aumentando no país, tendo atingido cerca de 300 casos por ano, devido à falhas no programa de pulverização das casas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG