Links de Acesso

Russo procurado pela Interpol detido em Cabo Verde


Palácio da Justiça da Praia, Cabo Verde

As autoridades cabo-verdianas detiveram um cidadão russo cujo nome constava do "alerta vermelho" da Interpol.

Em nota, a Procuradoria Geral da República (PGR) disse que o indivíduo, do sexo masculino, está em prisão preventiva em São Vicente a aguardar o processo de extradição.

Sem revelar a identidade ou o crime de que é acusado, a PGR informou apenas ele foi detido no dia 20, em São Vicente.

Este é o quinto pedido de extradição que Cabo Verde recebe em menos de um ano, segundo a PGR, sendo os anteriores dos Estados Unidos da América, da Roménia, da Itália e do Reino Unido.

Ainda de acordo com a PGR, os processos da Roménia e da Itália estão concluídos.

O outro processo ainda em curso é o conhecido caso “Alex Saab”, empresário colombiano e enviado especial do Governo da Venezuela, detido a 12 de Junho de 2020, e cuja prisão e extradição foram solicitadas pelos Estados Unidos.

Depois de vários julgamentos e recursos, o Supremo Tribunal de Justiça já determinou a extradição de Saab para os Estados Unidos, onde é acusado de lavagem de cerca de 350 milhões de dólares.

Tanto ele como o Governo da Venezuela refutam as acusações e dizem que tudo não passa de perseguição dos Estados Unidos.

A defesa recorreu ao Tribunal Constitucional que ainda não se pronunciou.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG