Links de Acesso

Republicanos recuam na decisão de enfraquecer a Comissão de Ética da Câmara dos Deputados

  • Redacção VOA

Congresso dos Estados Unidos

Reviravolta aconteceu duas horas depois de Donald Trump ter criticado a decisão de ontem.

Líderes republicanos da Câmara dos Deputados recuaram na sua decisão de limitar o Comité de Ética do Congresso, tomada ontem numa reunião a portas fechadas, que recebeu críticas duras de democratas e republicanos.

A decisão foi anunciada menos de duas horas depois de o presidente eleito Donald Trump ter criticado a mudança proposta ontem.

Trump criticou a medida tomada pelo Congresso de enfraquecer o comité de ética não partidário, dando aos parlamentares maior controlo sobre o órgão encarregado de investigar o comportamento deles próprios.

"Com tudo que o Congresso tem para trabalhar, eles realmente precisavam enfraquecer o órgão de fiscalização independente de ética,… como é injusto isso”, escreveu Trump, para concluir que o primeiro acto do Congresso devia ser a reforma tributária, o sistema de saúde e tantas outras coisas de maior importância”.

A proposta, que foi apresentada pelo congressista republicano da Virgínia Bob Goodlatte, sem notificar o presidente da Câmara Paul Ryan, pretendia transformar a comissão num serviço dependente do comité de ética da Câmara de Representantes, que, como todos os comités, é composto por congressistas numa base proporcional aos votos.

XS
SM
MD
LG