Links de Acesso

Renamo reanima bases com vista às eleições

  • Ramos Miguel

Ivone Soares acredita em acordo com o Governo

Analistas dizem que Afonso Dhlakama deve sair das matas e participar no processo

O maior partido da oposição de Moçambique, Renamo, encontra-se num processo de revitalização das suas bases, a contar com um eventual entendimento com o Governo, que, segundo Ivone Soares, líder da bancada parlamentar, permitirá a eleição de governadores provinciais, já em 2019.

Brigadas da Renamo estão espalhadas por todas as províncias para a revitalização dos Conselhos Provinciais do partido, que, na opinião de Maria Angelina Enoque, antiga chefe da bancada parlamentar do maior partido da oposição, vão ter um papel importante nos próximos processos eleitorais.

Maria Angelina trabalhou em Cabo Delgado e Ivone Soares, actual chefe da bancada parlamentar da Renamo esteve no Niassa.

A eleição de novos Conselhos Provinciais é justificada com o facto de que a paz definitiva está para breve.

Outra brigada trabalhou na província e cidade de Maputo, onde o deputado da Assembleia da República e porta-voz da Renamo, António Muchanga, foi eleito para o Conselho local.

Apesar de o líder da Renamo, Afonso Dhlakama, não poder ser visto em público, Maria Angelina afirmou que ele está a par de tudo o que está a acontecer no terreno.

Contudo, em alguns círculos de opinião defende-se que Afonso Dhlakama devia sair das matas, para poder liderar este processo de revitalização.

Para o director da Fundação MASC, Mecanismo de Apoio à Sociedade Civil, João Pereira, o actual diálogo político devia evoluir para essa direcção.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG