Links de Acesso

Relações EUA-Angola poderão conhecer novo impulso com Joe Biden, dizem analistas angolanos


As relacões entre os Estados Unidos e Angola poderão conhecer um novo impulso na administração do novo presidente americano Joe Biden, disseram analistas angolanos.

Analistas angolanos discutem impacto de Biden nas relações com Angola –3:17
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:37 0:00


Essas fotnes são unânimes em considerar que o desenvolvimento das relações serã facilitadas pelo reconhecimento que existe já nos Estados Unidos das modificações operadas em Angola pelo governo de João Lourenço.

O analista de relações internacionais Olívio Kilumbo, disse que elogios feitos recentemente por diplomatas americanos à governação de João Lourenço “dá-me a entende que realmente as relações Estados Unidos e Angola poderão ter uma outra configuração” acescentando contudo que isso “vai depender uma Angola vai segurar esta oportunidade”.

A mesma opinião tem o especialista em relações internacionais, Osvaldo Mboko, que entende que o olhar norte-americano para com Angola mudou a partir do momento que começaram-se as transformações políticas em Angola.

“Angola hoje tem aqueles valores que são defendidos pelo ocidente que é uma governação transparente, uma governação mais inclusiva e todos estes elementos o presidente Joao Lourenço tem utilizado e é a partir desta base que fez com que o Estados Unidos olhem para Angola como um país que está operar as transformações”, disse.

Tanto Olívio Kilumbo como Osvaldo Mboko afirmam no entanto que a prioridade do novo presidente americano será doméstica.

“Biden vai arrumar aquilo que o Trump andou a desarromar”, disse Kilumbo

Osvaldo Mboko entende que os primeiros 100 dias de Joe Biden será domestica mas sempre olhando para manterem américa como maior potência mundial.

“A prioridade de Biden ainda assim deve ser manter América como maior potencia mundial”, disse.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG