Links de Acesso

Rebeldes islâmicos do Uganda acusados do ataque que vitimou 15 soldados da ONU no Congo

  • Redacção VOA

Soldados tanzanianos das forças da ONU no Congo

O exercito tanzaniano anunciou que os corpos de 15 dos seus soldados mortos Quinta-feira na Republica Democrática do Congo vão ser repatriados Terça ou Quarta-feira.

Os 15 soldados faziam parte da força de paz da ONU estacionada na província de Kivu Norte no Congo Democrático.

No ataque 53 outros soldados foram feridos.

Embora ainda se desconheçam todos os detalhes do ataque, o secretário geral adjunto da ONU Jean Pierre Lacroix disse que o mesmo foi levado a cabo por homens bem armados incluindo armas pesadas.

Lacroix disse que o ataque contra a base de Semuliki das forças de paz foi óbviamente bem preparado e organizado.

Na Tanzania um oficial das forças armadas disse que os combates duraram 13 horas e culpou o mesmo numa organização muçulmana do Uganda , a Allied Defense Forces ou ADF que opera no Congo.

Esta organização não reivindicou o ataque

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG