Links de Acesso

Quénia: Uhuru Kenyatta promete “consertar” o sistema judicial


Uhuru Kenyatta, 2 de Setembro (Facebook/@myuhurukenyatta)

O Supremo Tribunal do Quénia anulou as eleições devido à "irregularidades e ilegalidades" cometidas pelo conselho eleitoral.

O presidente queniano Uhuru Kenyatta diz que vai "consertar" o sistema judicial do país depois do Tribunal Supremo ter anulado a sua vitória eleitoral, citando irregularidades no processo.

Pela segunda vez, em dois dias, Kenyatta acusa o tribunal de usurpar a vontade das pessoas por ter ordenado a realização de novas eleições.

Referindo-se aos juízes do Supremo, Kenyatta questionou "Quem vos elegeu?” e acrescentou que “temos um problema e devemos corrigi-lo".

O Supremo Tribunal do Quénia anulou, ontem, os resultados das eleições de 8 de Agosto, devido à "irregularidades e ilegalidades" cometidas pelo conselho eleitoral durante a votação, o que prejudicou a integridade do processo.

No mesmo dia, Kenyatta disse que respeitava a decisão do tribunal, apesar de “pessoalmente discordar” com a decisão.

De seguida emitiu uma mensagem no Twitter afirmando: “Por enquanto, vamos nos encontrar nas urnas”.

Raila Odinga e apoiantes em Kibera, 2 de Setembro, 2017
Raila Odinga e apoiantes em Kibera, 2 de Setembro, 2017

O líder da oposição, Raila Odinga, submeteu a quaixa ao tribunal alegando que a derrota por 1.4 milhões de votos resultou de fraude.

As novas eleições serão realizadas em 60 dias.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG